Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Assembleias rejeitam proposta e suspendem a greve

Após 52 dias vitoriosos, mobilização de eletricitários e eletricitárias continua

Escrito por: Sindieletro-MG • Publicado em: 20/01/2016 - 11:59 Escrito por: Sindieletro-MG Publicado em: 20/01/2016 - 11:59

Reprodução

Nossa luta não foi suspensa! Vamos ganhar mais força e fazer mais pressão. O recado para a Cemig é: não aceitamos retirada de direitos!

Em assembleias unificadas e muito concorridas em todo o Estado, na sexta-feira, dia 15, respondemos à Cemig com um sonoro NÃO à sua proposta e decidimos pela suspensão da greve. Suspensão, sim! Mas não o fim da luta! A mobilização continua até que a empresa negocie a nossa pauta e ofereça uma proposta decente.

O Sindieletro já está encaminhando o resultado oficial das assembleias à Cemig. 1.942 eletricitários votaram a proposta da empresa, 74% decidiram pela sua rejeição. A suspensão da greve foi aceita por 61% do total votantes: 1.436.

Agora, esperamos que a empresa entenda o recado da categoria. Nos sinalizamos, mais uma vez, que queremos transparência e negociação da nossa pauta sem imposição de perdas e retirada de direitos.

Vamos retornar ao trabalho na segunda-feira (18), em operação padrão. Todos nós que fizemos 52 dias vitoriosos de greve estamos de parabéns, rompemos com paradigmas e somos protagonistas de um movimento histórico.

Em Belo Horizonte, a assembleia foi debaixo de muita chuva, no Anel Rodoviário. Não adiantou a Cemig mandar ônibus com pessoal para forçar a aceitação de sua proposta. E, em todo o Estado, os eletricitários que pararam 52 dias, sob sol e chuva, mostraram grande coragem e deram a resposta merecida para a Cemig.

Façamos uma reflexão: na segunda-feira, vamos conversar com nossos companheiros de trabalho, vamos convocá-los a nos unir ainda mais para impedir a retirada de nossos direitos, a participarem das mobilizações que iremos planejar a partir de agora.

O Sindieletro manda um recado para nossos companheiros da área de risco: voltem ao trabalho com segurança. Muito cuidado e muita atenção para evitarem acidentes. Façamos a nossa parte e esperamos que os gerentes tenham a mesma preocupação com a saúde e segurança. Que eles não façam pressão e assédio em cima dos trabalhadores.

NOSSA PAUTA

Nas assembleias, tiramos a seguinte pauta:

- Retirar as condicionantes da primarização (contratação de 400 eletricistas), garantindo que o processo contemple a seleção interna;

- Garantir o Seguro de Vida para ativos e aposentados e não tirar nenhum direito;

- Não descontar os dias de greve;

- PLR linear.

Título: Assembleias rejeitam proposta e suspendem a greve, Conteúdo: Nossa luta não foi suspensa! Vamos ganhar mais força e fazer mais pressão. O recado para a Cemig é: não aceitamos retirada de direitos! Em assembleias unificadas e muito concorridas em todo o Estado, na sexta-feira, dia 15, respondemos à Cemig com um sonoro NÃO à sua proposta e decidimos pela suspensão da greve. Suspensão, sim! Mas não o fim da luta! A mobilização continua até que a empresa negocie a nossa pauta e ofereça uma proposta decente. O Sindieletro já está encaminhando o resultado oficial das assembleias à Cemig. 1.942 eletricitários votaram a proposta da empresa, 74% decidiram pela sua rejeição. A suspensão da greve foi aceita por 61% do total votantes: 1.436. Agora, esperamos que a empresa entenda o recado da categoria. Nos sinalizamos, mais uma vez, que queremos transparência e negociação da nossa pauta sem imposição de perdas e retirada de direitos. Vamos retornar ao trabalho na segunda-feira (18), em operação padrão. Todos nós que fizemos 52 dias vitoriosos de greve estamos de parabéns, rompemos com paradigmas e somos protagonistas de um movimento histórico. Em Belo Horizonte, a assembleia foi debaixo de muita chuva, no Anel Rodoviário. Não adiantou a Cemig mandar ônibus com pessoal para forçar a aceitação de sua proposta. E, em todo o Estado, os eletricitários que pararam 52 dias, sob sol e chuva, mostraram grande coragem e deram a resposta merecida para a Cemig. Façamos uma reflexão: na segunda-feira, vamos conversar com nossos companheiros de trabalho, vamos convocá-los a nos unir ainda mais para impedir a retirada de nossos direitos, a participarem das mobilizações que iremos planejar a partir de agora. O Sindieletro manda um recado para nossos companheiros da área de risco: voltem ao trabalho com segurança. Muito cuidado e muita atenção para evitarem acidentes. Façamos a nossa parte e esperamos que os gerentes tenham a mesma preocupação com a saúde e segurança. Que eles não façam pressão e assédio em cima dos trabalhadores. NOSSA PAUTA Nas assembleias, tiramos a seguinte pauta: - Retirar as condicionantes da primarização (contratação de 400 eletricistas), garantindo que o processo contemple a seleção interna; - Garantir o Seguro de Vida para ativos e aposentados e não tirar nenhum direito; - Não descontar os dias de greve; - PLR linear.



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.