Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Ato político na Ponte da Amizade encerrou congresso da CUT em Foz do Iguaçu

Manifestação pública repudiou reformas e pediu 'Fora Temer' e 'Diretas Já'

Escrito por: CUT • Publicado em: 17/06/2017 - 12:52 • Última modificação: 17/06/2017 - 17:56 Escrito por: CUT Publicado em: 17/06/2017 - 12:52 Última modificação: 17/06/2017 - 17:56

Fotos: CUT-PR / Edilson José Gabriel / Elias Hennemann Jordão

Um ato político contra as reformas propostas pelo governo ilegítimo de Michel Temer ocorreu às 14h deste sábado (17), na cabeceira da Ponte Internacional da Amizade. O evento também teve como lemas centrais o 'Fora Temer' e 'Diretas Já!'. A manifestação marcou o encerramento do 15º Congresso Estadual Extraordinário da Central Única dos Trabalhadores (CUT) do Paraná, iniciado na sexta-feira (16), na sede do Sindicato dos Eletricitários de Foz do Iguaçu (Sinefi).

Segundo a direção da CUT-PR, o evento foi uma oportunidade de reunir os movimentos sindical e sociais para debater estratégias para o futuro do Brasil e saídas para a profunda crise institucional. Participaram representantes de centrais sindicais da América do Sul, de países como Argentina e Uruguai, para analisar os ataques aos direitos sociais na região. Parlamentares, magistrados e economistas também participaram.

“Vamos reforçar as denuncias contra as reformas criminosas deste desgoverno de Michel Temer, bem como intensificar a campanha por eleições diretas com o apoio dos nosso companheiros da América do Sul”, completou Regina Cruz, presidenta da CUT-PR.

Título: Ato político na Ponte da Amizade encerrou congresso da CUT em Foz do Iguaçu, Conteúdo: Um ato político contra as reformas propostas pelo governo ilegítimo de Michel Temer ocorreu às 14h deste sábado (17), na cabeceira da Ponte Internacional da Amizade. O evento também teve como lemas centrais o Fora Temer e Diretas Já!. A manifestação marcou o encerramento do 15º Congresso Estadual Extraordinário da Central Única dos Trabalhadores (CUT) do Paraná, iniciado na sexta-feira (16), na sede do Sindicato dos Eletricitários de Foz do Iguaçu (Sinefi). Segundo a direção da CUT-PR, o evento foi uma oportunidade de reunir os movimentos sindical e sociais para debater estratégias para o futuro do Brasil e saídas para a profunda crise institucional. Participaram representantes de centrais sindicais da América do Sul, de países como Argentina e Uruguai, para analisar os ataques aos direitos sociais na região. Parlamentares, magistrados e economistas também participaram. “Vamos reforçar as denuncias contra as reformas criminosas deste desgoverno de Michel Temer, bem como intensificar a campanha por eleições diretas com o apoio dos nosso companheiros da América do Sul”, completou Regina Cruz, presidenta da CUT-PR.



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.