Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

No dia 20, São Paulo terá ato na Praça da Sé por direitos e eleições diretas

Atividade organizada pelas centrais sindicais prepara para a Greve Geral no Brasil

Escrito por: CUT-SP - Rafael Silva • Publicado em: 13/06/2017 - 16:31 • Última modificação: 14/06/2017 - 01:38 Escrito por: CUT-SP - Rafael Silva Publicado em: 13/06/2017 - 16:31 Última modificação: 14/06/2017 - 01:38

Roberto Parizotti

A CUT, demais centrais sindicais e as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo realizam, na próxima terça (20), um ato em preparação à Greve Geral. O esquenta será na Praça da Sé, no centro da cidade, a partir das 16h.

O “Dia Nacional de Mobilização contra as reformas da Previdência e Trabalhista” será de atividades por todo o Brasil. Os participantes pretendem mobilizar a população para participar da Greve Geral marcada para o próximo período. A expectativa é repetir a paralisação nacional do dia 28 de abril, quando mais de 40 milhões de trabalhadores cruzaram os braços.

Os movimentos estão nas ruas contra os retrocessos impostos pelo governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB) que, desde que assumiu a Presidência por meio de um golpe, tem reduzido os investimentos em diversos setores públicos e promovido uma agenda de retirada de direitos.

Temer e sua base no Congresso pretendem, após já ter aprovado a terceirização sem limites, passar reformas que acabam com direitos trabalhistas, e a da Previdência, que inviabiliza a aposentadoria de muitos brasileiros.

Serviço
Dia Nacional de Mobilização contra as reformas da Previdência e Trabalhista
Terça-feira, dia 20


A partir das 16h
Praça da Sé – centro de São Paulo

Título: No dia 20, São Paulo terá ato na Praça da Sé por direitos e eleições diretas, Conteúdo: A CUT, demais centrais sindicais e as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo realizam, na próxima terça (20), um ato em preparação à Greve Geral. O esquenta será na Praça da Sé, no centro da cidade, a partir das 16h. O “Dia Nacional de Mobilização contra as reformas da Previdência e Trabalhista” será de atividades por todo o Brasil. Os participantes pretendem mobilizar a população para participar da Greve Geral marcada para o próximo período. A expectativa é repetir a paralisação nacional do dia 28 de abril, quando mais de 40 milhões de trabalhadores cruzaram os braços. Os movimentos estão nas ruas contra os retrocessos impostos pelo governo ilegítimo de Michel Temer (PMDB) que, desde que assumiu a Presidência por meio de um golpe, tem reduzido os investimentos em diversos setores públicos e promovido uma agenda de retirada de direitos. Temer e sua base no Congresso pretendem, após já ter aprovado a terceirização sem limites, passar reformas que acabam com direitos trabalhistas, e a da Previdência, que inviabiliza a aposentadoria de muitos brasileiros. Serviço Dia Nacional de Mobilização contra as reformas da Previdência e Trabalhista Terça-feira, dia 20 A partir das 16h Praça da Sé – centro de São Paulo



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.