Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Vice-Presidência

Carmen Helena Ferreira Foro

Gestão: 2012 - 2015

Estado: Pará

Categoria: Agricultura Familiar

Um pouco da história

Carmen Helena Ferreira Foro é filha de agricultores familiares, nascida em 1966 na zona rural da cidade de Moju, na região de Tomé-Açu, nordeste do Pará. Aos quinze anos migrou com sua família para Igarapé Miri já na condição de agricultora familiar. Lá militou nas Comunidades Eclesiais de Base e no Sindicato de Trabalhadores Rurais, inicialmente na condição de dependente da inscrição sindical de seu pai.

No Sindicato emancipou a voz da mulher do campo e da floresta na mesma medida em que fez mais aguda a sua própria voz enquanto liderança. Em 1990 conquistou o direito a sua própria filiação sindical, para já, no ano seguinte, dirigir o sindicato. Cumprindo ciclos e avançando sempre, assumiu a presidência do sindicato, de forma interina, por oito meses, e tudo isso em menos de 2 anos de filiação efetiva ao sindicato.

Neste mesmo período, assumiu a coordenação sindical da região Tocantina, com abrangência em sete municípios, no Pará. Em 1996 chega à direção da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do estado do Pará – Fetagri, assumindo a recém-criada Secretaria de Mulheres Trabalhadoras Rurais e a de políticas sociais em seguida. Nessa época sua voz já era forte o suficiente para ser ouvida além dos igarapés.

Em 2003 chega a CUT nacional como voz autêntica do campo. Em 2005 chega a Contag – Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura, com a missão de coordenar uma verdadeira nação de mulheres do campo e da floresta. Em 2006 assumiu a vice-presidência da CUT, e mais uma vez cumprindo ciclos e avançando sempre, tornou-se a primeira mulher, e além, a primeira filha do campo e da Amazônia, a presidir interinamente por 10 dias uma central de trabalhadores na história do Brasil. De 2009 a 2012 foi a primeira dirigente a assumir a recém-criada Secretaria de Meio Ambiente da CUT, idealizando um modelo de desenvolvimento humano que possa ser sustentável e solidário. Atualmente é Secretaria de Mulheres da Contag e coordenadora de uma marcha emancipatória das milhares de mulheres do campo e da floresta de todo Brasil, a Marcha das Margaridas. Além de está vice-presidente da CUT, cargo este que já foi assumido pela mesma em mandato anterior.

Ao longo de toda essa trajetória de luta política, Carmen sustentou sua condição de mulher, mãe de seis filhos, negra e trabalhadora rural. Sempre firme e sempre forte, do Norte do Brasil deu norte e horizonte a luta do campo e da floresta e das mulheres do Brasil. Segue combatendo, pois sua luta não tem fim. E ao mesmo tempo empresta sentido e significação aos versos adaptados do poeta Gonçalves Dias: “Sou brava, sou forte, Sou filha do Norte; Meu canto de morte, Guerreiras, ouvi.”

Atribuições

II - Compete ao/à vice-presidente/a assumir, na ausência do presidente, as funções deste. 
 



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.