Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Caixa completa 157 anos sob ameaça; sindicato chama bancários e sociedade a resistir

Ações realizadas pelo sindicato são marcadas por denúncias e por desmonte

Escrito por: Sindicato dos Bancários de Brasília • Publicado em: 10/01/2018 - 10:24 Escrito por: Sindicato dos Bancários de Brasília Publicado em: 10/01/2018 - 10:24

Divulgação

O Sindicato dos Bancários de Brasília realiza ao longo desta semana ações alusivas ao aniversário de 157 anos da Caixa, comemorado na sexta-feira, dia 12 de janeiro. As atividades consistem em atos nas agências, com distribuição do jornal Bancário Cidadão aos empregados e aos clientes, e culminarão com ato cultural na noite de sexta, às 20h, na Apcef. Nessa terça (9), o Sindicato esteve nas agências de Taguatinga, Ceilândia, Samambaia, Planaltina, Sobradinho, Lago Norte, Asa Norte e Paranoá.

Com a Caixa sob ataques e seriamente ameaçada na sua condição de instituição 100% pública, a serviço do Brasil e dos brasileiros, como sempre foi em toda a sua história, as ações realizadas pelo Sindicato são marcadas por denúncias do processo de desmonte de que a empresa está sendo vítima, na perspectiva da privatização, a começar pela abertura de capital.

No diálogo com os bancários e os clientes, é enfatizada pelos dirigentes sindicais a necessidade de ampliação da resistência, com mobilizações constantes, seja nos locais de trabalho ou nas ruas. “Estaremos em permanente vigília, levando à sociedade as denúncias de ataques perpetrados pelo governo ilegítimo e entreguista de Michel Temer contra os bancos públicos”, salienta a diretora do Sindicato dos Bancários de Brasília, Rafaella Gomes.

Rafaella lembra que a Caixa surgiu associada à realização de sonhos dos brasileiros e assim se manteve ao longo dos seus 157 anos de existência. “É o banco da poupança, da concretização do sonho da casa própria, das políticas públicas, do FGTS, do PIS, do Seguro-Desemprego, do FIES… Sempre foi muito mais que um banco e é por isso que somos 100% Caixa, 100% pública”, reforça a diretora do Sindicato.

Título: Caixa completa 157 anos sob ameaça; sindicato chama bancários e sociedade a resistir, Conteúdo: O Sindicato dos Bancários de Brasília realiza ao longo desta semana ações alusivas ao aniversário de 157 anos da Caixa, comemorado na sexta-feira, dia 12 de janeiro. As atividades consistem em atos nas agências, com distribuição do jornal Bancário Cidadão aos empregados e aos clientes, e culminarão com ato cultural na noite de sexta, às 20h, na Apcef. Nessa terça (9), o Sindicato esteve nas agências de Taguatinga, Ceilândia, Samambaia, Planaltina, Sobradinho, Lago Norte, Asa Norte e Paranoá. Com a Caixa sob ataques e seriamente ameaçada na sua condição de instituição 100% pública, a serviço do Brasil e dos brasileiros, como sempre foi em toda a sua história, as ações realizadas pelo Sindicato são marcadas por denúncias do processo de desmonte de que a empresa está sendo vítima, na perspectiva da privatização, a começar pela abertura de capital. No diálogo com os bancários e os clientes, é enfatizada pelos dirigentes sindicais a necessidade de ampliação da resistência, com mobilizações constantes, seja nos locais de trabalho ou nas ruas. “Estaremos em permanente vigília, levando à sociedade as denúncias de ataques perpetrados pelo governo ilegítimo e entreguista de Michel Temer contra os bancos públicos”, salienta a diretora do Sindicato dos Bancários de Brasília, Rafaella Gomes. Rafaella lembra que a Caixa surgiu associada à realização de sonhos dos brasileiros e assim se manteve ao longo dos seus 157 anos de existência. “É o banco da poupança, da concretização do sonho da casa própria, das políticas públicas, do FGTS, do PIS, do Seguro-Desemprego, do FIES… Sempre foi muito mais que um banco e é por isso que somos 100% Caixa, 100% pública”, reforça a diretora do Sindicato.



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.