Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

SP: Americana pode proibir pulverização aérea de agrotóxicos

Cidade do interior paulista pode ser a quarta do país a coibir ação

Escrito por: CUT • Publicado em: 14/09/2017 - 12:26 Escrito por: CUT Publicado em: 14/09/2017 - 12:26

Foto: Reprodução/Youtube

Nesta quinta-feira (14), em Americana, será realizada a votação final sobre o projeto de lei que proíbe a pulverização aérea de agrotóxicos no município.

Em primeira discussão, realizada no final de junho, o projeto teve aprovação unânime à proibição. Após dois meses de entraves e sob forte pressão de setores do agronegócio da região, o processo será finalizado na tarde desta quinta-feira.

Caso o projeto de Lei 53/2017 seja aprovado, Americana será o primeiro município paulista em proibir a atividade, avançando assim na proteção da saúde e do meio ambiente em relação ao uso de agrotóxicos. Com a decisão, a cidade do interior paulista se tornaria a quarta cidade  a vetar a pulverização aérea de venenos mas ainda são poucas as localidades brasileiras, por isso a importância do resultado de hoje em um dos estados com maior índice de uso de agrotóxicos no Brasil.

A proibição da pulverização aérea é uma das principais bandeiras dos movimentos e organizações que lutam contra o uso dos agrotóxicos no Brasil. Para Daniel Gaio, secretário nacional de meio ambiente da CUT, “a utilização da técnica para aplicação do veneno em grandes plantações, potencializa os efeitos negativos dos agrotóxicos, por isso a sua proibição representa um avanço importante mas ainda precisamos conquistar muito mais. Vereadoras e vereadores de Americana têm hoje a possibilidade de decidir em favor da qualidade de vida e a proteção do meio ambiente no município e ser exemplo para o Brasil."

Assine pela redução do uso de agrotóxicos no Brasil em www.chegadeagrotóxicos.org.br

 

Título: SP: Americana pode proibir pulverização aérea de agrotóxicos, Conteúdo: Nesta quinta-feira (14), em Americana, será realizada a votação final sobre o projeto de lei que proíbe a pulverização aérea de agrotóxicos no município. Em primeira discussão, realizada no final de junho, o projeto teve aprovação unânime à proibição. Após dois meses de entraves e sob forte pressão de setores do agronegócio da região, o processo será finalizado na tarde desta quinta-feira. Caso o projeto de Lei 53/2017 seja aprovado, Americana será o primeiro município paulista em proibir a atividade, avançando assim na proteção da saúde e do meio ambiente em relação ao uso de agrotóxicos. Com a decisão, a cidade do interior paulista se tornaria a quarta cidade  a vetar a pulverização aérea de venenos mas ainda são poucas as localidades brasileiras, por isso a importância do resultado de hoje em um dos estados com maior índice de uso de agrotóxicos no Brasil. A proibição da pulverização aérea é uma das principais bandeiras dos movimentos e organizações que lutam contra o uso dos agrotóxicos no Brasil. Para Daniel Gaio, secretário nacional de meio ambiente da CUT, “a utilização da técnica para aplicação do veneno em grandes plantações, potencializa os efeitos negativos dos agrotóxicos, por isso a sua proibição representa um avanço importante mas ainda precisamos conquistar muito mais. Vereadoras e vereadores de Americana têm hoje a possibilidade de decidir em favor da qualidade de vida e a proteção do meio ambiente no município e ser exemplo para o Brasil. Assine pela redução do uso de agrotóxicos no Brasil em www.chegadeagrotóxicos.org.br  



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.