Webmail CUT

Acesse seu Webmail CUT


Login CUT

Acesse a CUT

Esqueceu a senha?

Por Direitos, Petrobrás, Democracia e Reforma Política

Resolução da Direção Nacional da CUT reforça mobilização para o dia #13demarço

Escrito por: Direção Nacional da CUT • Publicado em: 06/03/2015 - 16:38 • Última modificação: 06/03/2015 - 18:52 Escrito por: Direção Nacional da CUT Publicado em: 06/03/2015 - 16:38 Última modificação: 06/03/2015 - 18:52

. .

 

A Direção Nacional da CUT, reunida em Brasília no dia 05 de março de 2015 por ocasião da abertura do 12º CONCUT, após avaliar a gravidade da conjuntura nacional, aprovou como resolução o chamamento de nossas bases e de nossos/as dirigentes para uma participação massiva nas atividades do CONCUT e nas mobilizações e lutas previstas no Plano de Lutas da CUT no primeiro semestre de 2015.

 

O 12º CONCUT foi concebido para envolver o movimento sindical CUTista, a partir das bases, num amplo processo de debate e de mobilização em torno das grandes questões e desafios que exigirão de nós, mais uma vez, uma posição firme em defesa incondicional de nossos direitos (não à terceirização e ao PL 4330; retirada imediata das MPs 664 e 665). Da mesma forma, devemos fazer a defesa da democracia e da reforma política, a defesa da Petrobrás e da soberania nacional, assim como a defesa do projeto político vitorioso nas últimas eleições. Queremos a retomada do crescimento, a proteção do emprego, o fim da rotatividade no emprego, o fortalecimento da indústria nacional e da agricultura familiar, a reforma agrária, a democratização dos meios de comunicação, a reforma tributária, o combate à desigualdade social, o fortalecimento dos sindicatos, a democratização das políticas públicas, melhores condições de trabalho, melhores salários e melhoria das condições de vida. Vivemos um momento de grave crise econômica e política e as atividades previstas para o CONCUT, a começar pelas assembleias de base, devem ser vistas como oportunidade única para debater esses temas e para mobilizar os trabalhadores e trabalhadoras em defesa de nossos interesses imediatos e históricos.

 

Conclamamos nossas bases para uma ampla participação no 12º CONCUT em defesa da Educação, do Trabalho e da Democracia!

 

A Direção Nacional aprovou também o desenvolvimento de um conjunto de mobilizações em torno do projeto vitorioso nas urnas. A CUT nasceu das lutas e mobilizará suas bases, a partir do local de trabalho, para ocuparem novamente as ruas, junto com os movimentos sociais, em defesa das bandeiras que nos unem como força política neste momento decisivo da nossa história.

 

Conclamamos todas as entidades da CUT e todos os trabalhadores e trabalhadoras CUTistas a participarem das mobilizações do dia 13 de março para defender nossos direitos (não ao PL 4330, retirada imediata das MPs 664 e 665). Conclamamos nossas bases para defender a Democracia e a Reforma Política, através da Constituinte Exclusiva e Soberana, e para barrar a contra-reforma (PEC 352) puxada por Eduardo Cunha no Congresso Nacional. Conclamamos nossas bases para saírem também às ruas no dia 13 de março em defesa da Petrobrás, pela manutenção da Caixa Econômica Federal 100% pública, em defesa da soberania nacional e para exigir mudanças na política econômica do governo (não à elevação da taxa de juros e às medidas de ajuste de caráter regressivo e recessivo).

 

Enfim, conclamamos as entidades e as bases CUTistas a participarem massivamente das demais mobilizações previstas no Plano de Lutas da CUT no primeiro semestre de 2015.

 

PLANO DE LUTAS DA CUT

Ato Nacional em defesa da Petrobrás, dos Direitos e da Reforma Política – 13/3

 

Toda nossa atenção e empenho deverão estar voltados para a realização, no dia 13 de março, do Ato Nacional em defesa da Petrobras, dos Direitos, da Democracia e da Reforma Política. Esse ato assume uma importância crucial na atual conjuntura. Esses atos, promovidos pela CUT, em conjunto com a FUP e Movimentos Sociais deverão ser feitos em todo o país (em especial nas capitais).

Temos a tarefa de engrossar nossas fileiras CUTistas com ampla visibilidade nas mobilizações previstas para o próximo período, algumas em conjunto com as demais Centrais Sindicais, conforme o calendário de lutas abaixo. Destacamos (em negrito) as atividades com prioridade imediata para a CUT:

08/3     –  Dia Internacional da Mulher – atos em todo o país

09 a 11/3– Jornada de Lutas da Agricultura Familiar

13/3    –    Ato Nacional em defesa da Petrobrás, dos Direitos e da Reforma Política – atos da CUT, com a FUP e Movimentos Sociais em todo o país (em especial nas capitais)

18/3     –   Ato das Centrais Sindicais no Congresso Nacional

9/4       –   9ª Marcha da Classe Trabalhadora com todas as Centrais Sindicais – São Paulo/SP (a confirmar)

1º/5     –   Dia Internacional das trabalhadoras e dos trabalhadores com atos da CUT em todo o país

Orientamos nossas Estaduais e Ramos da CUT para que se organizem para as manifestações, com as seguintes ações:

·         realizar Plenárias Organizativas da Jornada de Lutas, para organizar os atos, convocando as demais Centrais e movimentos sociais, conforme o calendário de lutas acima;

·         organizar mobilizações de rua, em locais estratégicos e de visibilidade, que permitam dialogar com os/as trabalhadores/as sobre a atual conjuntura;

·         dar grande visibilidade à nossa Jornada de Lutas, nos espaços públicos, nos locais e trabalho, na mídia e nas redes sociais ampliando nosso poder de pressão junto aos/às governadores/as e deputados/as estaduais e federais, bem como a formação de nossas/os trabalhadoras/es das bases e da opinião pública;

·         produzir materiais próprios que dialoguem com a base, com as diversas categorias e com as questões locais e estaduais;

·         informar a Secretaria Geral Nacional sobre as atividades programadas pelo email [email protected]

 

Companheiras e Companheiros: para enfrentarmos a atual conjuntura, devemos aumentar nossa capacidade de pressão pela garantia de emprego e ampliação de nossos direitos: “Direito não se reduz, se amplia, Somos Fortes, Somos CUT!”

 

NENHUM DIREITO A MENOS! DIREITO SE AMPLIA, NÃO SE RETIRA!

 

CORRUPÇÃO SE COMBATE COM REFORMA POLÍTICA!

 

REFORMA POLÍTICA SE FAZ COM ASSEMBLEIA CONSTITUINTE EXLUSIVA E SOBERANA!

 

A PETROBRÁS É NOSSA, FOI CONQUISTADA NA LUTA E SERÁ DEFENDIDA NA LUTA!

 

CEF – 100% PÚBLICA

 

NÃO À POLÍTICA ECONÔMICA RECESSIVA!

 

SOMOS FORTES! SOMOS CUT!

 

Saudações CUTistas,

 

Vagner Freitas

Sergio Nobre

Presidente

Secretário-Geral

 
Título: Por Direitos, Petrobrás, Democracia e Reforma Política, Conteúdo:   A Direção Nacional da CUT, reunida em Brasília no dia 05 de março de 2015 por ocasião da abertura do 12º CONCUT, após avaliar a gravidade da conjuntura nacional, aprovou como resolução o chamamento de nossas bases e de nossos/as dirigentes para uma participação massiva nas atividades do CONCUT e nas mobilizações e lutas previstas no Plano de Lutas da CUT no primeiro semestre de 2015.   O 12º CONCUT foi concebido para envolver o movimento sindical CUTista, a partir das bases, num amplo processo de debate e de mobilização em torno das grandes questões e desafios que exigirão de nós, mais uma vez, uma posição firme em defesa incondicional de nossos direitos (não à terceirização e ao PL 4330; retirada imediata das MPs 664 e 665). Da mesma forma, devemos fazer a defesa da democracia e da reforma política, a defesa da Petrobrás e da soberania nacional, assim como a defesa do projeto político vitorioso nas últimas eleições. Queremos a retomada do crescimento, a proteção do emprego, o fim da rotatividade no emprego, o fortalecimento da indústria nacional e da agricultura familiar, a reforma agrária, a democratização dos meios de comunicação, a reforma tributária, o combate à desigualdade social, o fortalecimento dos sindicatos, a democratização das políticas públicas, melhores condições de trabalho, melhores salários e melhoria das condições de vida. Vivemos um momento de grave crise econômica e política e as atividades previstas para o CONCUT, a começar pelas assembleias de base, devem ser vistas como oportunidade única para debater esses temas e para mobilizar os trabalhadores e trabalhadoras em defesa de nossos interesses imediatos e históricos.   Conclamamos nossas bases para uma ampla participação no 12º CONCUT em defesa da Educação, do Trabalho e da Democracia!   A Direção Nacional aprovou também o desenvolvimento de um conjunto de mobilizações em torno do projeto vitorioso nas urnas. A CUT nasceu das lutas e mobilizará suas bases, a partir do local de trabalho, para ocuparem novamente as ruas, junto com os movimentos sociais, em defesa das bandeiras que nos unem como força política neste momento decisivo da nossa história.   Conclamamos todas as entidades da CUT e todos os trabalhadores e trabalhadoras CUTistas a participarem das mobilizações do dia 13 de março para defender nossos direitos (não ao PL 4330, retirada imediata das MPs 664 e 665). Conclamamos nossas bases para defender a Democracia e a Reforma Política, através da Constituinte Exclusiva e Soberana, e para barrar a contra-reforma (PEC 352) puxada por Eduardo Cunha no Congresso Nacional. Conclamamos nossas bases para saírem também às ruas no dia 13 de março em defesa da Petrobrás, pela manutenção da Caixa Econômica Federal 100% pública, em defesa da soberania nacional e para exigir mudanças na política econômica do governo (não à elevação da taxa de juros e às medidas de ajuste de caráter regressivo e recessivo).   Enfim, conclamamos as entidades e as bases CUTistas a participarem massivamente das demais mobilizações previstas no Plano de Lutas da CUT no primeiro semestre de 2015.   PLANO DE LUTAS DA CUT Ato Nacional em defesa da Petrobrás, dos Direitos e da Reforma Política – 13/3   Toda nossa atenção e empenho deverão estar voltados para a realização, no dia 13 de março, do Ato Nacional em defesa da Petrobras, dos Direitos, da Democracia e da Reforma Política. Esse ato assume uma importância crucial na atual conjuntura. Esses atos, promovidos pela CUT, em conjunto com a FUP e Movimentos Sociais deverão ser feitos em todo o país (em especial nas capitais). Temos a tarefa de engrossar nossas fileiras CUTistas com ampla visibilidade nas mobilizações previstas para o próximo período, algumas em conjunto com as demais Centrais Sindicais, conforme o calendário de lutas abaixo. Destacamos (em negrito) as atividades com prioridade imediata para a CUT: 08/3     –  Dia Internacional da Mulher – atos em todo o país 09 a 11/3– Jornada de Lutas da Agricultura Familiar 13/3    –    Ato Nacional em defesa da Petrobrás, dos Direitos e da Reforma Política – atos da CUT, com a FUP e Movimentos Sociais em todo o país (em especial nas capitais) 18/3     –   Ato das Centrais Sindicais no Congresso Nacional 9/4       –   9ª Marcha da Classe Trabalhadora com todas as Centrais Sindicais – São Paulo/SP (a confirmar) 1º/5     –   Dia Internacional das trabalhadoras e dos trabalhadores com atos da CUT em todo o país Orientamos nossas Estaduais e Ramos da CUT para que se organizem para as manifestações, com as seguintes ações: ·         realizar Plenárias Organizativas da Jornada de Lutas, para organizar os atos, convocando as demais Centrais e movimentos sociais, conforme o calendário de lutas acima; ·         organizar mobilizações de rua, em locais estratégicos e de visibilidade, que permitam dialogar com os/as trabalhadores/as sobre a atual conjuntura; ·         dar grande visibilidade à nossa Jornada de Lutas, nos espaços públicos, nos locais e trabalho, na mídia e nas redes sociais ampliando nosso poder de pressão junto aos/às governadores/as e deputados/as estaduais e federais, bem como a formação de nossas/os trabalhadoras/es das bases e da opinião pública; ·         produzir materiais próprios que dialoguem com a base, com as diversas categorias e com as questões locais e estaduais; ·         informar a Secretaria Geral Nacional sobre as atividades programadas pelo email [email protected]   Companheiras e Companheiros: para enfrentarmos a atual conjuntura, devemos aumentar nossa capacidade de pressão pela garantia de emprego e ampliação de nossos direitos: “Direito não se reduz, se amplia, Somos Fortes, Somos CUT!”   NENHUM DIREITO A MENOS! DIREITO SE AMPLIA, NÃO SE RETIRA!   CORRUPÇÃO SE COMBATE COM REFORMA POLÍTICA!   REFORMA POLÍTICA SE FAZ COM ASSEMBLEIA CONSTITUINTE EXLUSIVA E SOBERANA!   A PETROBRÁS É NOSSA, FOI CONQUISTADA NA LUTA E SERÁ DEFENDIDA NA LUTA!   CEF – 100% PÚBLICA   NÃO À POLÍTICA ECONÔMICA RECESSIVA!   SOMOS FORTES! SOMOS CUT!   Saudações CUTistas,   Vagner Freitas Sergio Nobre Presidente Secretário-Geral  



Informa CUT

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.